Como está a sua fé agora? No filme "Jesus - A História do Nascimento", esta pergunta é feita por Melquior, um dos reis, a seu colega Gaspar, um tradutor cético, no momento em que, após uma viagem de mais de 200 dias, encontram Jesus nos braços da jovem Maria no estábulo onde nasceu, em Belém. Em seguida, Melquior o proclama: "O Maior dos Reis, nascido no mais humilde dos locais", como dizia a profecia.
 
Com um orçamento de mais de US$ 50 milhões, a superprodução dirigida por Catherine Hardwicke conta a história de José e Maria segundo o evangelho de Lucas. A pergunta dirigida a todos nós, espectadores, revela a sutileza com que o filme busca despertar a fé daqueles que há muito a abandonaram ou nunca a tiveram, contando uma das mais lindas histórias da humanidade. é uma das mais belas narrativa da história universal mas, antes de tudo, é uma história de tolerância - como tantas outras que existem no Novo Testamento.
 
Uma jovem aparece inexplicavelmente grávida. Ela já está prometida a José. No entanto, ambos só poderiam ter relações sexuais após um ano de casados, de acordo com as normas daquela sociedade. Pelas leis da época, Maria deveria ser mandada pelo marido e pelo pai para ser apedrejada em praça pública. Não é o que acontece. José a aceita, mesmo grávida. Aceita também ser motivo de chacota em Nazaré.
 
O Vaticano não seguiu, na vida real, o exemplo de José. O papa Bento XVI deixou sem explicação o fato de a atriz Keisha Castle-Hugles, que interpreta Maria, ter ficado fora da lista de convidados para a premiére no Vaticano, quando o pontífice assistiu ao filme. Difícil, porém, entender como Keisha, que faz uma atuação brilhante, possa ter sido excluída por descuido do cerimonial.
 
Mais fácil é deduzir o motivo. A jovem atriz, de 16 anos, assumiu publicamente que está grávida do namorado, antes mesmo de ter se casado oficialmente. A presença de Keisha no Vaticano poderia ser um poderoso veículo de marketing para atrair novos fiéis ou recuperar ovelhas desgarradas, ainda mais com a proximidade do Natal. O conservadorismo dos líderes acabou prevalecendo.
 
Em "Jesus - A História do Nascimento", o casal que assume a paternidade do filho de Deus é retratado de forma extremamente realista. São jovens, tão humanos quanto qualquer um. E é assim que o filme consegue ganhar adesão de céticos como o mago Gaspar, o único dos três a duvidar o tempo todo da profecia do nascimento do filho de Deus.
 
Outra surpresa positiva é que José, desta vez, não é um coadjuvante. é protagonista. A dificuldade do jovem em assumir um filho que não é seu é um dos pontos altos do filme. O ator Oscar Isaac conseguiu, com delicadeza, transmitir o conflito.
 
é interessante que o filme retrate também o conflito entre a fé e a ciência. Melquior, o sábio, Gaspar, o tradutor, e Baltazar, o astrônomo, estão reunidos na Pérsia estudando antigos documentos que indicam que a convergência planetária está prestes a acontecer. Este evento indicará o nascimento de Jesus, para onde os três se dirigem com seus famosos presentes: ouro, incenso e mirra. E, assim, dão a partida no filme.
 
Na trilha sonora, Mychael Dana conseguiu se superar na composição, que acaba aparecendo nos momentos certos e que consegue, por fim, emocionar o público. Seus recentes trabalhos como em "Capote" não foram tão grandiosos como o trabalho feito neste projeto.
 
No elenco, Keisha Castle-Hughes está perfeita no papel de Maria. Ela consegue passar apenas pelo olhar e pela expressão do rosto uma idéia de uma garota que, mesmo que não entenda o que esteja acontecendo, se permite levar por sua fé na crença do que ela ouve muito falar de um salvador que irá livrar seu povo do sofrimento que está passando. O resto do elenco também consegue se sair bem em seus éis, conseguindo acertar na medida certa a dosagem das emoções.

Título Original: THE NATIVITY STORY,
Produção: EUA.
áudio: Original Dublado em Português.
Gênero: Histórico
De Catherine Hardwicke
Com Keisha Castle-Hughes.
Duração: 101 Min

 
 
 
CLIQUE ABAIXO PARA COMPRAR NO EXTERIOR:
[Atenção: A Promoção Especial acima, poderá ser
alterada há qualquer momento sem aviso prévio]